terça-feira, 20 de setembro de 2011

Estilo Pin- Up no Dark Fusion.


Bom, antes de tudo precisamos resumir o que é uma pin-up:
Uma pin-up é uma mulher cuja atratividade física fazia com que alguém colocasse uma foto dela na parede”, claro que não é só isso... O termo foi atestado em Inglês em 1941, no entanto o uso pode ser rastreado pelo menos até a década de 1890. O "pin up" podiam ser imagens recortadas de revistas ou jornais, ou serem cartões postais, cromo-litografias e assim por diante. Tais fotos apareciam freqüentemente em calendários, que eram destinados a serem presos de qualquer maneira. Posteriormente, posters de "pin-up girls" foram produzidos em grande escala. Muitas "pin ups" eram fotografias de celebridades que foram consideradas sex symbols. Um dos primeiros mais populares pin-up girls foi Grable Betty. Seu cartaz foi onipresente nos armários dos soldados durante a Segunda Guerra Mundial. Outras pin-ups eram trabalhos artísticos, freqüentemente representando versões idealizadas do que alguns imaginavam particularmente ser uma mulher bonita ou atraente. Um dos primeiros exemplos do último tipo foi a menina Gibson, desenhada por Charles Dana Gibson. O gênero também deu origem a vários artistas conhecidos especializada no campo, incluindo Alberto Vargas e George Petty, e numerosos artistas menores, tais como Art Frahm.
   Destinadas à exibição informal, as pin-ups constituem-se num tipo leve de erotismo. As mulheres consideradas pin-ups  são geralmente  sex symbols e  atrizes, mas também se pode encontrar as que são as mais "comportadas", porém utilizam um pouco do erotismo da Pin-Up Sex Symbols. Embora elas sejam realmente muito sensuais, temos a mistura do clássico romantismo, flores,laços, frutas... Um ar de menina sapeca, uma certa “inocência”.O apelo da pin-up é sempre à sensualidade, mas sem a super-exposição do corpo a que a nossa sociedade está acostumada hoje. A expressão corporal da pin-up sempre traz um ar de inocência, de "o que eu estou fazendo aqui" ou "ops, o vento levantou minha saia".Todos nós estamos mais ou menos familiarizados com as pin-ups, aquelas doces e nada inocentes ilustrações que dominavam os Estados Unidos no período da Segunda Guerra Mundial. O estilo de roupas e maquiagem das pin-ups ganhou vida com mulheres como Marilyn Monroe e a incomparável Bettie Page. Mais recentemente, com o retorno do apelo da moda aos anos 40/50, as pin-ups foram outra vez requisitadas, sofrendo uma série de releituras modernas. Christina Aguillera e Gwen Stefani são duas mulheres modernas que encarnam ESTETICAMENTE bem as pin-ups, e a mais atuante Dita von Teese. Não vou entrar muito em detalhes sobre as pin-ups tradicionas, pois o que não faltam são artigos sobre elas na internet . O que interessa aqui são as Dark Pin-Ups, a versão mais mal-criada e subversiva da família, rsrsrs...
   Podemos dizer que o estilo das pin-ups oferece feminilidade ao ar  pesado de acessórios como rebites, coturnos e afins.   As referências pin-up, são claramente fetichistas, sejam pin-ups tradicionais ou modernas. Por isso é preciso ter segurança ao vestir-se como tal, ter em mente que feminilidade e sensualidade não é parecer uma periguete fetichista. Para as mulheres do rock /darks ...O estilo funciona muito bem e causa uma boa impressão pela diferença e também pelo lado romântico e não vulgar.

Os pontos em comum das pin-ups tradicionais e das darks:

   O estilo das pin-ups é bastante presente e democrático no estilo dark/ gótico. Apesar das diferenças gritantes entre pin-ups tradicionais e obscuras, existem elementos que identificam a pin-up. Maquiagem bem feita com delinedor nos olhos, cílios feitos, sombrancelhas feitas e arqueadas, batom vermelho (mais escuro ou mais claro) cabelos bem feitos com franja ao estilo Bettie Page, ondulados ou com pentedos baseados em décadas como as de 1920, 30, 40 ou 50. Unhas vermelhas ou escuras, também bem cuidadas. E há também as pintinhas no rosto, como as de Marilyn, Marlene e Dita. Anteriormente a pinta era cuidadosamente feita no rosto de forma artificial. Dita preferiu tatuar a sua pinta ,
Hoje muitas pin-ups usam no lugar da pintinha um piercing, chamado popularmente de piercing Madonna (houve uma época em que Madonna se inspirava em Marilyn, inclusive na pintinha). Elementos como piercings e tattoos fazem um contraponto agressivo com o estilo pin-up,mas as pin-ups modernas  e escuras são quase sempre assim.
   Preferencialmente, as pin-ups Escuras apreciam o preto como cor base para seu estilo. Algumas vezes vemos o preto ou outra cor bem escura junto com alguma cor símbolo das pin-ups, como o rosa e azul claro, mas na maioria das vezes apreciam o vermelho e o preto.  O vermelho é bastante importante para as pin-ups, vemos na cor de sapatos, maquiagem,  acessórios e roupas. Há também as pin-ups escuras que não ligam para estereótipos e acabam por criar um estilo próprio, com muitas cores. Mas o que há em comum em ambas pin-ups, tanto as tradicionais como as com tendência obscura é o uso de determinadas peças que caracterizam as pin-ups: vestidos evasês, saia lápis, corset, estampas de onça e outros bichos, poás, cerejas, âncoras, andorinhas,  cintura marcada em vestidos ou com cintos ( a famosa silhueta ampulheta),  flores na cabeça, pérolas, laços, entre outros. As pin-ups Escuras gostam de sapatos boneca ou no estilo demônia, vermelhos ou pretos e também coturnos de vários jeitos, mas às vezes podemos vê-las com sapatos delicados. Frequentemente mesclam o ar sombrio dos cabelos muito escuros e pele clara, tattoos e piercings,  com a delicadeza das pin-ups tradicionais e o fetichismo do gótico.  Não há uma regra específica para a pin-up Escura, a não ser ela identificar-se com o movimento. Consideram ser importante criar seu próprio estilo pin-up ,mas com conhecimento das pin-ups originais .

No Dark Fusion:

   É claro que a referência estética é a pin-up escura e não a tradicional, e será mais uma opção estética de estilo da bailarina dentro do próprio universo obscuro, pois nem toda mulher do estilo dark é necessariamente dark pin-up. Muitas vezes a estética do Dark Fusion já puxa para esse lado quase que automaticamente para dar um ar mais romântico e sedutor ou até como forma de amenizar a “tensão” nata do estilo na performance. Isso em uma linha mais tribal fusion se assim posso dizer, um dark menos ”macabro”... Mas não é regra, já que nem sempre se pretende amenizar a tensão e sim enfatiza-la. No Dark Fusion Theatre, vai depender do tema ou do “personagem” proposto, imagina por exemplo no meu caso, que tenho uma performance de “O CORVO”, com a música do personagem do filme, como sem sentido seria eu estar “interpretando” um estilo Erick Draven na dança puxando pra estética pin-up. Deve haver um bom senso e coerência sempre. Já no Dark fusion Cabaret ou Cabaret Dark a estética dark pin-up é bem válida e coerente lembrando sempre que é sensualidade e não sexualidade a proposta dessa dança, já que estamos falando de tribal fusion.
Então, algumas imagens de Pin-ups escuras para inspirações em figurinos e estética...
NOSSA MAIS CONHECIDA PIN-UP DARK, ELVIRA:




E OUTRAS:













Referências:
  • Maria Elena Buszek. Pin-up grrrls: feminism, sexuality, popular culture. [S.l.]: Duke University Press, 2006.
    - Tom Tierney. Pin-Up Girls of World War II Paper Dolls. [S.l.]: Dover Publications, 2009. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário